Notícias

CNT divulga vencedores do 24º Prêmio de Jornalismo


O roubo de cargas, um dos problemas mais graves enfrentados pelo setor transportador atualmente, foi o tema abordado em três dos sete trabalhos vencedores do 24º Prêmio CNT de Jornalismo. O Grande Prêmio desta edição é novamente do jornal Extra, do Rio de Janeiro.

Com a série “O Rio sem entrega”, o repórter Luã Marinatto e equipe mostram que esse tipo de violência se tornou um dos principais crimes cometidos no Estado fluminense. Foram dois meses de apuração e cem viagens nos ramais de trens urbanos que revelaram, por exemplo, que os ambulantes vendem, dentro do transporte público, as cargas roubadas de caminhões.

Na categoria Impresso, a vencedora é a jornalista Karla Mendes, com a publicação, no jornal O Estado de S.Paulo, de outra série sobre roubo de cargas. A reportagem “Perigo nos rios” aborda a violência na região amazônica, com ataques de piratas às barcaças que transportam, especialmente, combustíveis. O prejuízo para o setor de transporte fluvial na região Norte chega a pelo menos R$ 100 milhões por ano.

E o jornalista Guilherme Pinto, do jornal O Globo, venceu a categoria Fotografia, com o trabalho “Fora de controle”. A imagem mostra uma multidão que saqueia a carga de um caminhão roubado e incendiado no Rio de Janeiro, por ordem de traficantes.

A falta de segurança, que pode causar acidentes, foi abordada pelos vencedores de outras duas categorias. O portal Metrópoles, de Brasília, venceu na categoria Internet com a matéria “Transbrasil, um embarque para o crime nas rodovias brasileiras”, de Mirelle Pinheiro e equipe. Os repórteres relatam como funciona o esquema de obtenção de autorizações para circulação de ônibus que não oferecem segurança aos passageiros, entre outros problemas.

Na reportagem “Estrada de risco”, da CBN São Paulo, vencedora da categoria Rádio, Guilherme Balza e equipe abordam as controvérsias sobre a eficácia do exame toxicológico de motoristas profissionais para o controle do consumo de drogas. A reportagem traz também casos de corrupção envolvendo autoescolas.

A falta de infraestrutura no setor transportador é o tema da reportagem “Nos caminhos da Transnordestina”, vencedora da categoria Televisão. Bruno Grubertt e equipe, da TV Globo Recife, mostram que as promessas de melhorar a infraestrutura de transporte e incrementar a logística no Nordeste do país esbarram na burocracia.

E na categoria Meio Ambiente e Transporte, Natália Lambert e equipe, do Correio Braziliense, são os vencedores. A reportagem mostra que Brasília não oferece boa distribuição de ciclovias e aponta que a substituição de parte dos carros por bicicletas poderia ajudar na redução das emissões, na melhoria da qualidade do ar e da saúde da população.

Premiação


A entrega da premiação será no dia 6 de dezembro, em cerimônia a ser realizada em Brasília (DF). O vencedor de cada categoria ganhará R$ 35 mil, e o do Grande Prêmio, R$ 60 mil. Neste ano, o corpo de jurados foi formado pelos jornalistas Cristiano Romero, editor-executivo do Valor Econômico; Silvia Salek, diretora de redação da BBC Brasil em Londres; Dimmi Amora, editor-executivo da Agência Infra; Helcio Zolini, diretor de conteúdo digital e institucional da Record Minas TV; e pelo pesquisador de infraestrutura do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), Carlos Campos Neto.

De acordo com o presidente da CNT, Clésio Andrade, o Prêmio de Jornalismo estimula a evolução do setor de transporte, ao apontar problemas e soluções para situações das áreas de cargas e de passageiros, em todos os modais. “No próximo ano, o Prêmio chegará à 25ª edição. Queremos continuar incentivando a produção de conteúdo de qualidade em relação ao transporte, um setor tão importante para o desenvolvimento do Brasil e para a qualidade de vida das pessoas. Esse é um dos prêmios de jornalismo mais antigos e respeitados do Brasil”, afirma.

Conheça os trabalhos vencedores da edição de 2017:


GRANDE PRÊMIO
“O Rio sem entrega”, Jornal Extra - Luã Marinatto e equipe

IMPRESSO
“Perigo nos rios”, O Estado de S. Paulo - Karla Mendes 

INTERNET
“Transbrasil, um embarque para o crime nas rodovias brasileiras”
Metrópoles – Mirelle Pinheiro e equipe

TELEVISÃO
Série “Nos caminhos da Transnordestina”, TV Globo Recife - Bruno Grubertt e equipe

FOTOGRAFIA
“Fora de controle”, O Globo - Guilherme Pinto

RÁDIO
Série “Estrada de risco”, CBN São Paulo - Guilherme Balza e equipe 

MEIO AMBIENTE E TRANSPORTE
“Ciclovias em busca de uma cidade”, Correio Braziliense - Natália Lambert e equipe 





Fale conosco: 0800 728 2891
Endereço: SAUS Q. 1 – Bloco J – Ed. CNT – 11º andar – 70070-010 – Brasília/DF