Notícias

CNT anuncia os vencedores do 23º Prêmio de Jornalismo


A reportagem “O trem atrasou”, do jornal Extra, do Rio de Janeiro, é a grande vencedora da 23ª edição do Prêmio CNT de Jornalismo. O trabalho apresenta os problemas do sistema metroferroviário do Rio de Janeiro. O vencedor do Grande Prêmio recebe R$ 60 mil e o de cada categoria, R$ 35 mil. A entrega da premiação será no dia 7 de dezembro, em Brasília.

Na categoria Impresso, o vencedor foi o Diario de Pernambuco, com a reportagem “Sou do bem no trânsito”. Em Televisão, a Rede Globo, com um trabalho exibido no Fantástico sobre as obras para a Copa de 2014 que estão inacabadas. No Rádio, o trabalho vencedor é a série “Mulheres no Transporte”, da Rádio Trânsito, do grupo Bandeirantes. Em Internet, o especial “Avisa quando chegar - O assédio que paralisa as mulheres”, do Portal Metrópoles. A imagem vencedora da categoria Fotografia é “O trem nosso de cada dia”, publicada no jornal O Globo. E na categoria Meio Ambiente e Transporte, o vencedor é o trabalho “As vantagens e as desvantagens do biodiesel”, exibido no programa Cidades e Soluções, da GloboNews.

De acordo com o presidente da CNT, Clésio Andrade, o Prêmio de Jornalismo contribui para o melhor entendimento sobre a importância da atividade transportadora no desenvolvimento econômico e social do país. “A premiação tem fortalecido o debate público e incentivado a busca de soluções para os problemas enfrentados pelo transporte de cargas e de passageiros em todos os modais.”

As reportagens são avaliadas de acordo com a relevância para o setor de transporte, para o transportador e para a sociedade. Também são consideradas a qualidade editorial, a criatividade e a originalidade, a temporalidade e a atualidade dos conteúdos. Este ano, o júri foi composto dos jornalistas Celso Freitas (Record), Marcelo de Moraes (O Estado de S.Paulo), Sheila Magalhães (BandNews) e Iain Semple (Rede Globo), e pelo especialista em transporte Luis Antonio Lindau (WRI Brasil).

Confira abaixo o detalhamento dos trabalhos vencedores:

GRANDE PRÊMIO

“O trem atrasou”, Jornal Extra - Marcos Nunes

A reportagem viajou diariamente, por três meses, pela malha ferroviária que corta o Rio de Janeiro e outros 11 municípios. A série mostra problemas constatados nas vésperas da maioridade do contrato de concessão entre o Estado do Rio de Janeiro e a SuperVia, operadora da malha.

FOTOGRAFIA

“O trem nosso de cada dia”, Jornal O Globo - Domingos Peixoto

O fotógrafo registrou o momento do embarque em um trem no Rio de Janeiro.  A volta para casa é o momento mais difícil, quando as plataformas da Central do Brasil ficam lotadas de passageiros que vivem no subúrbio e nos municípios da Baixada Fluminense.

IMPRESSO

“Sou do bem no trânsito”, Diario de Pernambuco - Anamaria Melo do Nascimento

Para estimular a gentileza e a cordialidade nas vias públicas, o Diario de Pernambuco realizou a campanha "Sou do bem no trânsito". A reportagem mostra bons exemplos de motoristas, ciclistas, usuários de transporte público e pedestres para a mobilidade.

INTERNET

"Avisa quando chegar. O assédio que paralisa as mulheres”, Metrópoles - Leilane Menezes

Por quatro semanas, a equipe andou de trem, ônibus e metrô no Distrito Federal, no Rio de Janeiro e em São Paulo, nos horários de pico e nas linhas de maior aglomeração. Foram percorridos 3.000 km para mostrar como a violência e o assédio afetam as mulheres. O especial também traz depoimentos de usuários em outros 12 países.

MEIO AMBIENTE E TRANSPORTE

“As vantagens e as desvantagens do biodiesel”, GloboNews - André Trigueiro

A reportagem revela um estudo inédito sobre os benefícios da mistura do biodiesel ao diesel para a saúde das pessoas e para as contas públicas. O trabalho mostra que pesquisas em várias capitais brasileiras indicam os males do diesel para a saúde.

RÁDIO

“Mulheres no trânsito”, Rádio Trânsito - 92.1 FM SP - Natália André

A série mostra as mulheres em diferentes atuações do transporte: duas motoristas e uma cobradora de ônibus, três caminhoneiras, três controladoras de metrô, duas taxistas, duas mecânicas, três bombeiras (duas de resgate e uma de incêndio) e uma piloto de helicóptero da PM.

TELEVISÃO

“Dois anos depois da Copa, obras de transporte inacabadas revelam desperdício de dinheiro público”, Fantástico - TV Globo - Nancy Dutra

Conforme a reportagem, muitos projetos de melhoria do transporte público e do trânsito das grandes cidades, previstos para a Copa do Mundo, não saíram do papel. Os jornalistas percorreram o Brasil para mostrar os impactos dessas obras abandonadas no dia a dia das pessoas.

Assessoria de imprensa: (61) 3315-7140 / 7142 / 7035 / 7247
www.cnt.org.br


Fale conosco: 0800 728 2891
Endereço: SAUS Q. 1 – Bloco J – Entradas 10 e 20 – Ed. CNT – 10º andar – 70070-944 – Brasília/DF